Escola Politécnica da USP

usp.br

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte


Escola Politécnica da USP terá aceleradora de startup

Iniciativa nasceu a partir de ideia da Fundação Vanzolini e de um grupo de ex alunos do Departamento de Engenharia de Produção da Poli

A Fundação Vanzolini lançará no dia 7 de dezembro a PoliStart, uma aceleradora de startups criada a partir de ideias de ex-alunos da turma de 1980 do Departamento de Engenharia de Produção da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP), professores, diretores e conselheiros da instituição. “Trata-se de mais um passo a ser dado pela Escola no sentido de promovermos a transferência do conhecimento produzido aqui para a sociedade e de colocarmos o empreendedorismo como elemento central na formação de nossos alunos”, destaca o diretor da Poli, professor José Roberto Castilho Piqueira.

O objetivo da PoliStart é promover a conexão entre os alunos e professores da Poli-USP com o mercado externo, e vice-versa. A Escola já desenvolve ações nesse campo, como a oferta do treinamento iCORPs para startups, no qual se ensina uma metodologia para validação de ideias de negócios, de modo a oferecer aos empreendedores informações sobre qual é o mercado para sua inovação. Participam do treinamento estudantes e docentes cujas pesquisas tenham potencial para se converter em um negócio.

A aceleradora vem para cobrir mais uma fase do empreendedorismo, posterior à do iCORPs, na qual a startup já tem mais clareza sobre seu potencial de negócio. Se a startup mostrar que tem mercado e for aprovada no processo de seleção da aceleradora, passa a contar com o apoio do time da PoliStart, formada por profissionais com experiência de mercado e uma ampla rede de contatos para ajudar os empreendedores em diversos aspectos, com mentoria, aporte de recursos e busca de investidores. As startups ficam na aceleradora por um período relativamente curto de tempo, pois o objetivo é fazê-las chegar mais rapidamente ao mercado. Em troca, a aceleradora pode se tornar acionista da startup.

A aceleradora nasce inspirada em iniciativas já desenvolvidas em universidades como Stanford, Harvard e MIT. Segundo o diretor de Operações da Fundação Vanzolini e também professor do Departamento de Engenharia de Produção da Poli-USP, Roberto Marx, a PoliStart será, inicialmente, uma aceleradora de ideias e startups em gestação ou nascidas no ambiente da Poli-USP, geradas por seus alunos e docentes. “Mas, com o tempo, também terá o desafio de contribuir para o desenvolvimento de produtos e processos inovadores para clientes, interligando o investimento e a geração de valor”, acrescenta.

Rubens Approbato Machado Júnior, integrante da turma de 1980 da Engenharia de Produção da Poli-USP e um dos idealizadores da PoliStart, acredita que a aceleradora contribuirá muito com a formação dos novos engenheiros. “Lembro-me que senti muito a distância entre a universidade e o mercado quando me formei em 1980. E, atualmente, a Fundação Vanzolini já faz uma interface importante, contribuindo para este movimento de inovação, empreendedorismo e novas tecnologias. Agora com a PoliStart, vamos reforçar esta ponte e ampliar as possibilidades”, destaca o engenheiro e empresário.

Para Mauro Zilbovicius, professor do Departamento de Engenharia de Produção da Poli e conselheiro da Fundação Vanzolini, a criação de startups é uma forma de ampliar o contato dos estudantes com o mundo exterior. “Nossos atuais alunos terão, no mínimo, uns 60 anos de atuação profissional. Então, nosso objetivo é prepará-los mais ainda, para quem tenham capacidade de inovar o tempo todo, e acompanhem com rapidez o mundo que os aguarda lá na frente”, destaca. “Desde o saneamento básico, até a indústria 4.0 e a bioengenharia, são necessárias cada vez mais tecnologias e, principalmente, capacidade de inovação. A parceria entre a Vanzolini e a Poli-USP permite esta consolidação de conhecimentos”, acrescenta.

O lançamento da PoliStar é parte das ações de comemoração dos 50 anos da Fundação Vanzolini, instituição privada, mantida e gerida por professores do Departamento de Engenharia de Produção da Poli-USP, criada em 31 de março de 1967 para atender às necessidades da crescente demanda por profissionais especializados em Administração Industrial e Engenharia de Produção.

Outros detalhes sobre o funcionamento da PoliStart serão divulgados após o lançamento no dia 7. 

 

Retificação do deferimento de inscrições – Eleições discentes 2018

Retificação do deferimento de inscrições – Eleições discentes 2018

Informamos a retificação da publicação do deferimento de inscrições para a eleição referente à Portaria 2215/2017: Representação discente junto à Congregação, à Comissão de Pós-Graduação – CPG, à Comissão de Pesquisa – CPq e à Comissão de Biblioteca – CBIBLIO.

Chapas deferidas para concorrer à representação discente de Pós-Graduação junto à Comissão de Bibliotecas da EPUSP:

  • Tiago de Vasconcelos Gonçalves Ferreira (Titular) e Daniel Costa Reis (Suplente);
  • Ely Mendes Lopes Filho (Titular) e Luis Henrique Camargo Quiroz (Suplente);

Escola Politécnica da Universidade de São Paulo

 
 

Deferidas inscrições nas eleições discentes junto ao conselho do dep. de Engenharia Naval e Oceânica

Deferimento inscrições – Eleições discentes

Em nome do Senhor Diretor, Prof. Dr. José Roberto Castilho Piqueira, informamos o deferimento dos pedidos de inscrições:

Portaria 2248/2017 - Conselho de Departamento e do Departamento de Engenharia de Naval e Oceânica.

  • Conselho:

 Chapa deferida: João Machado Baptista (Titular) Maurício Hiroshi Shiguihara (Suplente).

  • CoC:

Chapa deferida: Beatriz Tai Lopes (Titular) João Pedro Cunha Machado da Silva (Suplente).

Escola Politécnica da Universidade de São Paulo

 

Mural artístico de Andruchak é oficialmente inaugurado na Poli-USP

A obra “Tecnologia, Inovação e Arte” se encontra no prédio da Engenharia Elétrica e é resultado da produção coletiva de alunos, professores e funcionários da Escola

Uma cerimônia de inauguração realizada nesta segunda-feira (27/11) marcou a finalização do mural “Tecnologia, Inovação e Arte”, obra idealizada por Andruchak que se encontra no prédio de Engenharia Elétrica da Escola Politécnica da USP (Poli). Um dos maiores muralistas do Brasil, Andruchak também é politécnico, e havia entregue o mural há mês atrás para que os professores, funcionários e alunos da instituição pudessem participar da pintura dessa obra de arte.

O descerramento da placa oficial que marca a inauguração da obra foi feito pelo diretor da Poli-USP, professor José Roberto Castilho Piqueira, pelo docente organizador da iniciativa, Antonio Carlos Seabra, e pelo próprio artista. Seabra agradeceu a ajuda do professor Antonio Zuffo, que também integrou o time que organizou a construção do mural, e da diretoria da Escola, que viabilizou a ideia.

Piqueira afirmou estar muito satisfeito com o resultado do mural, e agradeceu a intensa participação dos alunos, professores e funcionários durante a pintura do mesmo. “Estou terminando a minha gestão muito contente, pois vejo um dos meus maiores desejos realizados: a comunidade politécnica se unindo para cuidar da Escola”. Ao final, ainda aconselhou os presentes. “Tomem posse da Poli para preservar nosso patrimônio físico, histórico e moral”, concluiu.

Andruchak fez mestrado em computação gráfica na Poli-USP e o doutorado na Escola de Comunicações e Artes da USP (ECA-USP). Atualmente, leciona na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e já chegou a realizar mais de 100 murais no Brasil e no exterior. Emocionado, ele destacou a importância que a obra tem para a sua carreira, dada a sua formação ter sido feita, em parte, na Escola. “Me lembrei da primeira vez que cheguei aqui, e todos os desafios que tive que enfrentar desde então”.

O mural possui 20 metros quadrados e mostra figuras que se relacionam ao universo da Engenharia Elétrica e da Computação. Animais como o rato, mascote da Poli, e a coruja, representando a educação e a difusão do conhecimento, são exemplos presentes na obra. Para saber mais sobre ela e sua construção, acesse: http://www.poli.usp.br/pt/comunicacao/noticias/arquivo-de-noticias/2497-mural-artistico-na-poli-usp-e-entregue-para-comunidade-concluir-pintura.html.

Confira as fotos da cermônia: https://www.flickr.com/photos/poliusp/albums/72157690179360155/with/24810105608/.

 

Divulgados os resultado de eleições discentes: PRO, PPGEC, PPGET e ConstruINOVA

Resultado de eleições discentes: PRO, PPGEC, PPGET e ConstruINOVA

Informamos o resultado das eleições abaixo relacionadas:

Portaria 2232/2017 – PRO – Conselho e CoC:

Chapa eleita para o Conselho de Departamento – PRO:

  • Lucas Gmeiner Alleoti (Titular) e Vinícius Raza Cappeloza (Suplente)

Chapa eleita para a Comissão Coordenadora de Curso – CoC PRO: 

  • Lucas Gmeiner Alleoti (Titular) e Vinícius Raza Cappeloza (Suplente)

Portaria 2233/2017 – PPGEC:

Chapa eleita:

  • Matheus Ribeiro Augusto (Titular) e Vitor Tonzar Chaves (Suplente)

Portaria 2234/2017 – PPGET:

Eleitos (candidatos individuais):

  • André Kazuo Kuchiishi (Titular)
  • Andréia Posser Cargnin (Suplente)

Portaria 2236/2017 – ConstruINOVA:

Chapa eleita:

  • Marcelo Micali Ros (Titular) e Eduardo Tassi Damião (Suplente)
 

Diretoria defere inscrições de chapas para eleições discentes 2018

Deferimento inscrições – Eleições discentes 2018

Em nome do Senhor Diretor, Prof. Dr. José Roberto Castilho Piqueira, informamos o deferimento dos pedidos de inscrições:

Portaria 2249/2017 – Representação discente junto à Comissão de Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção – PPGEP:

Chapa deferida:

  • Graziela Darla Araujo Galvão (Titular) e Diego Honorato Clemente (Suplente);

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Portaria 2215/2017 – Representação discente junto à Congregação, à Comissão de Pós-Graduação – CPG, à Comissão de Pesquisa – CPq e à Comissão de Biblioteca – CBIBLIO.

CONGREGAÇÃO: Chapas deferidas/individual:

  • Daniel Costa Reis (Titular) e Franco Ancona Grandes (Suplente);
  • Ely Mendes Lopes Filho (Titular) e Luis Henrique Camargo Quiroz (Suplente);
  • Max Junginger (Candidatura individual);
  • Tiago de Vasconcelos Gonçalves Ferreira (Candidatura individual).

CPG: Chapas deferidas/individual:

  • Daniel Costa Reis (Titular) e Franco Ancona Grandes (Suplente);
  • Ely Mendes Lopes Filho (Titular) e Luis Henrique Camargo Quiroz (Suplente);
  • Max Junginger (Candidatura individual);
  • Tiago de Vasconcelos Gonçalves Ferreira (Candidatura individual).

CPq: Chapas deferidas

  • Daniel Costa Reis  (Titular) e Franco Ancona Grandes (Suplente);
  • Ely Mendes Lopes Filho (Titular) e Luis Henrique Camargo Quiroz (Suplente);
  • Tiago de Vasconcelos Gonçalves Ferreira (Titular) Max Junginger (Suplente).

Cbiblio Chapas deferidas/individual:

  • Tiago de Vasconcelos Gonçalves Ferreira (Titular) e Daniel Costa Reis  (Suplente);

 --------------------------------------------------------------------------------------------------------

Portaria 2216/2017 – Representação discente junto à Comissão de Cursos Quadrimestrais - CCQ.

Chapas deferidas:

  • Matheus Mariano Enfeldt  (Titular) e Vitor Hugo Perles (Suplente);

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Portaria 2214/2017 – Eleição dos representantes discentes e respectivos suplentes de graduação junto à Congregação, ao Conselho Técnico Administrativo, à Comissão de Graduação, à Comissão de Cultura e Extensão Universitária, à Comissão do Ciclo Básico e à Comissão de Bibliotecas para o ano de 2018.

CONGREGAÇÃO: Chapas deferidas/individual:

Arthur Shinzo Fernandes Shimizu(Titular) e Gustavo Seidi Nishida Gandara (suplente)

 Beatriz Mazzini Marques (Titular) e Fabíola Citrangolo Destro  (Suplente)

 Carlos Henrique Campos (Titular) e Victor Caetano Tocatins (suplente)

 Isabella Mendes Nascimento (Titular) e Lucas Reis Werner (Suplente)

 Ligia Cattaccini Blois (Titular) e Fernando Dias Hofacker dos Santos (suplente)

 Lucas Kazumi Kato Onaga (Titular) e Maysa Miho Ohashi (Suplente)

 Marina de Moraes Zuffo (Titular) e Guilherme Mazzuia Stocco (suplente)

 Miguel Alves de Jesus (Titular) e Caroline Nascimento dos Santos (Suplente)

 Pedro Amoroso de Andrade (Titular) e Danielle Silva Soier (suplente)

 Pedro Thadeu Nunes Rodrigues (Titular) e Alessandra da Cruz Nunes de Moraes (Suplente)

 Tamy Takara Yatsu (Titular) e Nicolas Eduardo Machado Fernandes (suplente)

 Vanessa Sales de Paula (Titular) e Marina Carneiro Oliveira de Castro Monteiro (Suplente)

 Vinícius Hideyuki Shinya (Titular) e Gabriel Braz Penteado Villar Felix (suplente)

 Willian Moura Nobre (Titular) e Maria Eduarda Corradini Tolido (Suplente)

 Yargo Vo Tessaro (Titular) e Augusto Ruy Machado (suplente)

 

Conselho Técnico Administrativo: Chapa deferida:

Arthur Shinzo Fernandes Shimizu(Titular) e Ligia Cattacini Blois (suplente)

Comissão de Graduação: Chapas deferidas:

Ligia Cattacini Blois (Titular) e Nicolas Eduardo Machado Fernandes (suplente)

 Lucas Kazumi Kato Onaga (Titular) e Danielle Silva Soier (Suplente)

Tamy Takara Yatsu (Titular) e Maysa Miho Ohashi (suplente)

Vanessa Sales de Paula (Titular) e Vinícius Hideyuki Shinya (suplente)

 Comissão de Cultura e Extensão Universitária: Chapas deferidas/individual:

Pedro Henrique Gomes Passarini  (candidatura individual)

Lucas Kazumi Kato Onaga (Titular) e Isabella Mendes Nascimento  (Suplente)

Pedro Thadeu Nunes Rodrigues (Titular) e Maria Eduarda Corradini Tolino (Suplente)


Comissão do Ciclo Básico: Chapa deferida:

Danielle Silva Soier (Titular) e Maysa Miho Ohashi (suplente)

Comissão do Ciclo Básico e à Comissão de Bibliotecas: Chapa deferida:

Pedro Rabelo Vasconcelos Dias (Titular) e Gustavo Seidi Nishida Gandara (suplente)

 

José Roberto Castilho Piqueira é o Professor do Ano 2017 da AEP

Associação que reúne os egressos da Poli-USP também homenageou seu presidente emérito, o professor Kamal Mattar

O diretor da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP), José Roberto Castilho Piqueira (biografia), docente do Departamento de Engenharia de Telecomunicações e Controle (PTC), foi homenageado nesta sexta-feira (24/11), em São Paulo, como Professor do Ano 2017 pela Associação dos Engenheiros Politécnicos (AEP). Na ocasião, também foi homenageado pela AEP o professor Kamal Mattar, que presidiu a AEP por 18 anos, era docente aposentado da Poli, e faleceu em setembro deste ano.

Entidade fundada em 1935, a AEP é a mais antiga associação de ex-alunos em atividade ininterrupta no Brasil e, entre suas iniciativas, destacam-se as ações de apoio aos estudantes da Poli. O professor Piqueira foi escolhido a partir de uma lista tríplice encaminhada pela Congregação da Poli-USP para a AEP, que deu seu voto final.

A cerimônia foi realizada no auditório do prédio da Administração da Poli. Estiveram presentes o vice-reitor e reitor eleito, Vahan Agopyan, representando o reitor Marco Antonio Zago; o professor da Poli-USP, Lucas Moscatto, representando a Diretoria da Poli; Marcello Zuffo, presidente do Conselho Superior da AEP; o professor da Poli-USP, José Jaime da Cruz, convidado a dar um depoimento sobre o professor Piqueira; o professor Ivan Gilberto Sandoval Falleiros, que foi diretor da Poli entre 2006 e 2010; e o diretor de projetos da AEP, Gustavo Anzai.

O futuro reitor da USP elogiou a AEP pela homenagem, por se tratar de um importante reconhecimento dado ao trabalho dos docentes politécnicos. “Prédios e laboratórios luxuosos não fazem uma universidade. Pessoas dedicadas é que fazem a diferença, e nossa Escola é hoje melhor do que foi no passado por causa do trabalho de pessoas como os professores Piqueira e Kamal e da existência de professores e alunos competentes e talentosos”, destacou.

O professor Moscatto lembrou que até hoje nenhum diretor da Poli em exercício tinha sido homenageado pela AEP. “O fato de o professor Piqueira ser homenageado mostra o quanto ele realizou ao longo de sua carreira como docente e pesquisador. E Kamal merece o reconhecimento pela sua batalha de manter os politécnicos reunidos em torno de uma atividade de congregação como a AEP”, completou.

Revendo o passado – O professor José Jaime da Cruz, colega e amigo de Piqueira, foi encarregado de fazer um depoimento sobre o homenageado, seguindo a tradição da cerimônia. Com um discurso bem-humorado, Cruz mostrou fotos diversas – da rua onde o diretor da Poli morava quando criança, em Sorocaba, até fotos em família e em ambiente profissional. Ele lembrou das origens espanholas da família Piqueira, brincou sobre seu temperamento, contou algumas das travessuras de criança, e destacou o papel dos pais – Miguel, um comerciante, e Elisa, professora – e do irmão, Ademir, que é formado pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) na sua educação.

Sobre sua trajetória acadêmica, Cruz destacou o fato de o professor Piqueira ser pesquisador nível 1-A do CNPq. “Não é qualquer um que tem esse mérito”, disse, lembrando ainda dos prêmios que recebeu por seu trabalho com sistemas complexos, entre eles o Prêmio Lagrange (link http://www.poli.usp.br/pt/comunicacao/noticias/arquivo-de-noticias/1937-diretor-da-poli-usp-e-agraciado-com-o-premio-lagrange.html), concedido pela Society for Industrial and Applied Mathematics (SIAM), dos Estados Unidos (EUA) – o mais importante em nível internacional.

Além de elogios sobre sua didática, facilidade de transmitir conhecimentos e capacidade multidisciplinar, Cruz destacou duas iniciativas importantes na gestão de Piqueira como diretor: a consolidação do campus da Poli em Santos e da criação do curso de Engenharia da Complexidade. Ao final, brincou: “Piqueira é um professor que chamamos de ‘banda larga’, por ter assumido uma função administrativa, a Diretoria da Poli, sem deixar de lado as atividades de ensino e pesquisa”, disse.

Antes de entregar a placa de Professor do Ano 2017 da AEP ao homenageado, o professor Zuffo ressaltou: “A AEP só existe porque diretores muito importantes, como os professores Ivan Falleiros, [Antonio Marcos de Aguirra] Massola, Piqueira nos abriram as portas. Ao fortalecermos entidades como a AEP, o Grêmio, o Amigos da Poli, estamos fortalecendo a própria Escola”, apontou.

O agradecimento – Em seu discurso, Piqueira ressaltou que o Professor do Ano da AEP é uma das mais importantes honrarias da Escola e que muitos professores da Poli fariam jus a essa homenagem. “Divido esse momento com todos os meus colegas de Escola.”

Além de agradecer, Piqueira falou sobre sua trajetória. Lembrou que a docência era algo presente na sua vida desde criança, já que sua mãe era professora. Comentou sobre o incentivo dado pelo seu pai, que lia para os filhos pequenos, e por professores que marcaram sua vida escolar, como a primeira delas, Ana Rita Coelho de Oliveira, e o professor Edimir, que o fez se apaixonar pela Matemática, especialmente pela Geometria, quando estava na terceira série do curso ginasial. Recordou também do papel de seu irmão, que já cursava o ITA e lhe dava aulas de Física.

Piqueira ingressou na universidade pensando, inicialmente, em cursar Física, mas o físico da USP Oscar Hipólito o fez desistir da ideia de mudar de curso. Com as aulas de Jocelyn Freitas Bennaton, já no mestrado, se encantou com a área de Engenharia de Controle. Matemático de primeira linha, o professor Leo Roberto Borges Vieira, no doutorado, foi outro docente que marcou sua vida. “Cada vez que entro na sala de aula tento ser um pouco de cada uma dessas pessoas. Admiro-os pelo grande respeito que demonstraram pelo conhecimento e é esse respeito pelo conhecimento que tento passar aos meus alunos”, acrescentou.

Piqueira também elogiou o professor Kamal Mattar. “Ele tinha, acima de tudo, uma enorme generosidade. O trabalho dele na AEP ajuda muita gente com dificuldade financeira ou psicológica a terminar a Escola de maneira correta”, pontuou.

No final da cerimônia, Luiz, um dos filhos do professor Mattar, deu um depoimento sobre o pai. Ele contou que o docente tinha muito orgulho de participar da construção da AEP, que viveu 88 anos bem vividos e agradeceu a AEP, pois as atividades da Associação ajudaram Kamal a manter uma vida ativa depois da aposentadoria. Na sequência, uma placa com a foto e o nome do professor Kamal foi descerrada no auditório da AEP, local que agora leva o nome do docente. 

 


Página 2 de 27